Patagônia - Argentina e Chile

Dias 20 a 24/03/2012 - Bariloche e Pucón

Esta viagem está sendo tão fantástica para nós, que nestes  dois dias que ficamos  em Bariloche para descansar e apesar de ser uma bela cidade nem se compara com o que já presenciamos, por isso  tiramos poucas fotos.

No caminho de Bariloche a Pucón no Chile, passamos pela região que foi afetada pela erupção do Vulcão Puyehue no final de 2011, hoje está tudo quase limpo, mas dá para ver a destruição incalculável a natureza que este fenômeno causou lançando suas cinzas no ar.

Hoje foi mais um dia esperado em nossa expedição pela Argentina e Chile. Escalar o Vulcão Villa Rica que fica em Pucón no Chile, uma cidade super charmosa com  comércios, restaurantes e hotéis aconchegantes.

Contratamos os serviços de guias da Patagônia Andina Experience, muito bom por sinal, e às 6 da manhã fomos de van para o vulcão, os primeiros metros são de teleférico e o restante é escalando mesmo. Muito esforço é  necessário para vencer mais de 1000 metros até o cume que esta a 2840 metros de altitude. A Claudinha por pouco chegou ao cume faltavam apenas 300 metros até o final, mas ela chegou ao seu limite, e com muito pesar resolveu voltar com a guia Isara e eu segui com minha missão....


Valeu LUIZ OTAVIO, este almoço foi delicioso, sem contar que a Sonia foi muito atenciosa no atendimento.

Hotel Crans Montana em Bariloche, muito confortavel e com preço justo.

Lago ainda coberto pelas cinzas do Vulcão Puyehue

Primeira visão que tivemos do Vulcão Villa Rica

Patagônia Hotel, muito agradável e pessoal muito simpático e atencioso

Na van as 6 da manhã a caminho do vulcão

Turma de alemães que faziam parte de nossa equipe

Esqueci meus óculos então o guia me emprestou esta beleza.

A fumaça que sai do vulcão parecia que a boca estava ali mesmo, parecia...

Hora de colocar os grampões

 

A Claudinha chegando no seu limite a apenas 300 metros do cume e eu segui com a minha meta.

Muita gente vai ficando pelo caminho.

Ahhh leão, a bandeira do Villa da minha mãe desfraudada no cume do Vulcão Villa Rica a 2847 metros de altitude.

A guia Isara que retornou com a Claudia e o Hector que me conduziu ao cúme do vulcão

Depois da façanha um bom jantar no Senzo

No dia seguinte nas termas para relaxar

Colaboradores: